Notícias

InovAtiva 2014 - LOGO HORIZONTAL

Projetos de TI e serviços dominaram volume final de propostas inscritas no programa de aceleração de startups. Divulgação dos selecionados para a segunda fase será no dia 20.07 - a expectativa é que até 300 iniciativas sejam selecionadas.

Projetos inovadores para as áreas de Tecnologia da Informação (TI) e serviços dominaram o volume final de propostas enviadas para o InovAtiva Brasil, programa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) para capacitação, mentoria e conexão com o mercado voltado a startups nacionais. No total, foram enviadas 729 propostas de 24 estados da federação, dos quais 244 referentes a inovações na área de TI e 145 voltados ao setor de serviços. Os segmentos de saúde, com 54 projetos, e agronegócios (40 propostas), também tiveram participação relevante no programa, que está na terceira edição.

Na divisão regional, o programa recebeu 289 propostas da região Sudeste, 265 da região Sul, 82 dos estados do Nordeste, 63 do Centro-Oeste e 24 da região Norte do país. Entre os estados que tiveram maior volume de participação estão São Paulo (151), Santa Catarina (139), Minas Gerais (67), Rio Grande do Sul (65), Paraná (61) e Rio de Janeiro (56). Outros estados que apresentaram um volume significativo de propostas inovadoras estão a Bahia (30), Mato Grosso (27), Goiás (21) e Amazonas (17).

No dia 20 de julho, serão divulgados os projetos que vão passar para a segunda fase do programa - a expectativa é que até 300 iniciativas sejam selecionadas.  Nesta fase, os proponentes dos projetos terão contato direto com mentores – empreendedores de sucesso, executivos de médias e grandes empresas, investidores e consultores – que ajudarão as startups a compreender o mercado e a desenvolver seus produtos. Na última fase, os 100 negócios mais estruturados participam, em São Paulo, de uma banca de apresentação dos negócios a investidores e grandes empresas.

Além das inscrições para o programa, o InovAtiva conta com uma plataforma de capacitação em que empreendedores têm acesso a vídeos, cursos e outros materiais. Ao longo desta terceira edição, outros 1933 projetos foram inseridos na plataforma, que conta hoje com mais de 9,2 mil usuários cadastrados.

Diferenciais do InovAtiva

Entre as vantagens oferecidas pelo programa neste ano, que tem como parceiros o SENAI e a Endeavor, está o acesso diferenciado ao Edital SENAI SESI de Inovação 2015, que tem orçamento previsto de R$ 40 milhões dividido em três ciclos anuais. O SENAI também vai disponibilizar um aporte de R$ 400 mil para o melhor projeto do InovAtiva que contemple as necessidades da indústria brasileira - outros 12 projetos terão recursos na ordem de R$ 50 mil para fazer a prototipagem nos laboratórios de inovação do Serviço Nacional da Indústria.

O MDIC também aprovou um projeto no Prosperity Fund, programa de cooperação do Reino Unido, que prevê a ida de 15 finalistas do InovAtiva 2015 com perspectiva de internacionalização para ir ao Reino Unido para conectar os seus negócios com investidores, aceleradoras, empresas e outros atores britânicos.

O programa conta também com parceria com o Ministério da Educação no âmbito das Chamadas de apoio financeiro a projetos de empresas com Institutos Federais de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, a “Chamada CNPq-SETEC/MEC - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica”. A novidade é que o MEC vai criar dentro da Chamada uma Linha de Apoio exclusiva para startups finalistas do InovAtiva Brasil. As empresas finalistas das edições anteriores, 2013 e 2014, também terão acesso.

Saiba mais: www.inovativabrasil.com.br

Fonte: InovAtiva Brasil