Notícias

workshop-negocios de impactoEvento realizado no dia 04/10 contou com apresentação dos representantes das entidades de fomento deste segmento ICE/SP, Anprotec/DF e Sebrae/RS. 

O IEITEC promoveu, na quarta-feira 04/10 o Workshop Setor 2.5 – Negócios de Impacto Social Ambiental Positivo. Mais de 60 participantes, entre empresários, empreendedores e representantes de universidades e gestores de incubadoras do estado, participaram do café da manhã, trocaram ideias e refletiram sobre o potencial deste tipo de negócio, que se diferenciam por desenvolver atividades que têm retorno financeiro resolvendo problemas da sociedade. 

A diretora-executiva do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), Célia Cruz, e a gerente-executiva do ICE, Fernanda Bombardi, foram as palestrantes do evento ocorrido na sede da incubadora. De acordo com a representante do ICE, no país há cerca de 570 negócios neste setor, a maioria na região Sudeste (63%). Deste universo, 73% dos negócios estão formalizados e 7% já faturam acima de R$ 2 milhões. “É um mercado novo e existem fundações que investem exclusivamente neste  tipo de negócio”, pontuou ela. O setor 2.5 trata de modelo de negócios com diferentes formatos jurídicos, que apresentam soluções para problemas sociais ambientais, especificando o quê, para quê e como produzir.

Entre os cases empresariais, a gerente-executiva do ICE destacou a Vivenda, empresa que tem programa com  kits de reforma para casas de famílias de baixa renda, ao custo de R$ 5 mil. Outro exemplo foi a Dr. Consulta, que conta com clínicas para consultas e exames de baixa complexidade, com custo acessível. Citou ainda uma rede de escolas de inglês, que oferece aulas em comunidades carentes, com custo diferenciado. “Eles têm entre os professores pessoas que vêm ao Brasil fazer intercâmbio”. De acordo com Célia, este movimento global está crescendo muito e o ICE articula ações de empresas e investidores para que essa agenda avance. 

COMPETITIVIDADE – Já o vice-presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadoras (ANPROTEC), José Aranha, falou sobre a inovação como fator crítico de competitividade, abordando o potencial da industria neste setor gerando valor e impacto positivo para a sociedade. Representando o SEBRAE-RS, a gerente de Projetos Lucimara Pereira comentou os diferentes perfis do empreendedor gaúcho e detalhou sobre o trabalho de capacitação que a entidade desenvolve em todo o Estado. A coordenadora de empreendedorismo da Unijuí, Maria Odete Palharini, acompanhou o encontro em busca de informações para levar à incubadora da universidade onde atua e incentivar os primeiros passos neste segmento, em sua região. "Levo boas ideias", destacou. O encontro contou também com a presença do presidente do SIMECAN, Roberto Machemer, da presidente do IEITEC, Rosângela Alves, e da gerente do Instituto, Daniela Lima, além de empresários associados ao SIMECAN, ACISA e empresas incubadas no IEITEC.

De Zotti - Assessoria de Imprensa

Fotos: Rosilaine Pinheiro/Divulgação